POLI 19

Projetado pelo Departamento de Engenharia Naval da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP), o barco para até três tripulantes apresenta configuração inédita, totalmente adaptada às necessidades de velejadores com certos tipos de deficiência física, como a paraplegia.

 

O Poli 19 apresenta ergonomia nos assentos e amplo cockpit, facilitando o emprego das mais variadas adaptações de mobilidade, usualmente utilizadas em competições paraolímpicas. Além disso, o seu arranjo de convés proporciona comandos sempre à mão, com boa parte do cabeamento disposta internamente. Outra novidade é a perfeita compatibilidade com o transporte rodoviário, já que possui quilha (extremidade localizada no casco no navio) retrátil, mecanismo acionado por meio de uma manivela.

 

O veleiro é dotado de um bulbo de chumbo que pesa 260 quilos em sua ponta, a quilha é a responsável pela segurança e estabilidade do Poli 19, impedindo o tombamento mesmo nas marés mais adversas. O veleiro pode inclinar até 136º (limite de estabilidade estática) – ou seja, praticamente, virar de cabeça para baixo – que o bulbo se encarregará de colocar a embarcação em sua posição original.

O barco possui de popa aberta, ou seja, vazado em sua parte traseira. Pois não se pode perder tempo durante o resgate de uma pessoa com deficiência. Já que nenhum velejador está livre de cair no mar. Além disso, o rápido trânsito de embarque e desembarque também é garantido neste modelo.

© 2016 por Clube Paradesportivo Superação.

Apoio

Endereço

Mapa

  • Facebook
  • Instagram

Sede Náutica:

R. Maria Stela, 165

Chácara Vista Alegre

São Paulo - SP

CEP: 04922-110
clube@superacao.org.br

 

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now